A retomada econômica e o papel da gestão contábil financeira no crescimento das empresas


No plano econômico, é possível dizer que o pior já passou? Alguns indicadores do mercado tendem a reforçar a ideia de que sim.

De acordo com levantamentos do IPEA, por exemplo, o PIB brasileiro já apresentará crescimento de 0,7% em 2017 (além de cruzar a barreira dos 2,5% em 2018). Outro indicativo interessante é o da balança comercial, que acumulou sucessivas altas ao longo do ano. Mesmo a produção industrial, um dos campos mais afetados pela prolongada crise dos últimos anos, nos deu algumas surpresas positivas em 2017.

Não à toa, uma das principais questões discutidas no mercado interno é a retomada econômica brasileira e, mais especificamente, como é possível aproveitar esse momento para otimizar o crescimento de empresas.

Refletindo sobre o tema, acredito que a principal base para que uma organização cresça diante do novo fôlego econômico nacional consiste em uma boa gestão das próprias finanças pois, afinal de contas, o momento exige a distribuição e o uso eficiente dos recursos internos, ações estas que poderão se traduzir no aproveitamento de oportunidades e fechamento de novos negócios em uma empresa.

Neste sentido, apresento abaixo 3 dicas de gestão contábil-financeira que poderão auxiliar no crescimento de sua companhia.

Tenha informações financeiras sempre atualizadas

Margem de lucro do negócio, acompanhamento de contas a pagar e receber, valor patrimonial, potencial para investimentos, entradas e saídas. A base para qualquer trabalho competente de gestão contábil-financeira consiste na geração de informações relevantes, que serão a estrutura necessária para que toda a empresa saiba por onde poderá caminhar. Sendo assim, é tarefa dos contadores e das equipes financeiras fornecer dados capazes de impulsionar uma tomada de decisões assertiva por parte dos gestores de um negócio.

Revise controles internos e melhore processos

Implementar e revisar medidas visando o ganho em resultados operacionais, protegendo o patrimônio de uma empresa, salvaguardando seus bens e direitos e tornando as informações empresariais seguras: estas são as principais funções dos controles internos e, é dever de qualquer contador revisá-los periodicamente em uma organização, uma vez que, tais controles aumentam a confiabilidade de um negócio perante o mercado e, em um momento de retomada econômica, podem auxiliar na obtenção de investimentos.

Acompanhe a evolução do negócio

Por fim, toda gestão contábil-financeira que almeja contribuir para a geração de resultados em um negócio deve incluir um acompanhamento constante da evolução da empresa, por meio de ferramentas como as demonstrações financeiras que refletem a posição contábil de uma companhia e podem fornecer um quadro preciso de momentos de uma organização.

As demonstrações financeiras são importantes aliadas em diversos momentos de uma companhia, incluindo quando há a possibilidade de compra do negócio, alternativa essa cuja ocorrência também tende a crescer em momentos de retomada econômica.

Com tudo isso, percebe-se o quanto uma gestão contábil-financeira robusta responde a uma necessidade organizacional indispensável em qualquer empresa, a despeito de seu porte. Em momentos de retomada, ela surge como uma bússola, direcionando nossos esforços para a melhora do posicionamento de mercado de nossas empresas.

#consultoriacontábil #contabilidade

  • LinkedIn Social Icon
  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon

© 2016 por Grounds - Expanding tax & finance limits

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Twitter Icon