Os elementos essenciais de um balanço patrimonial


Avaliando de modo mais seguro a realidade do seu negócio

Além de ser uma obrigatoriedade do código civil brasileiro para todas as empresas nacionais, o Balanço Patrimonial é uma ferramenta bastante útil para que o empreendedor possa tomar decisões com mais segurança. Levando isto em conta, preparei este artigo com o intuito de auxiliar os empresários a entender melhor do que se trata o Balanço Patrimonial, quais são os elementos principais que o compõem e como ele pode auxiliá-lo no desenvolvimento do seu negócio.

O que é?

Em linhas gerais, de uma maneira bem simplificada, podemos dizer que o balanço patrimonial é um retrato da posição patrimonial de uma Entidade numa determinada data. O Balanço Patrimonial demonstrará os bens e direitos (que ficam do lado do ativo) e também as obrigações, sejam com terceiros (passivos) ou com os acionistas. Obviamente que dentro desse contexto geral, há várias contas que compõem esse retrato. Consegue-se visualizar, por exemplo, qual é a posição de caixa e endividamento da Empresa, qual é o valor a receber de clientes e a pagar de fornecedores, dentre outras informações que podem ser relevantes para um empreendedor.

A composição do balanço

É importante ressaltar que o Balanço Patrimonial é classificado por grau de liquidez, seja no ativo ou no passivo.

Os principais elementos que compõe um Balanço Patrimonial são:

Ativos: envolvem basicamente todos os bens que a empresa possui. Dentre os ativos incluem-se os circulantes (valores em caixa e a receber, estoque e tudo que pode ser convertido – em um período curto de tempo – em caixa) e os não circulantes (imobilizados de todo tipo, intangíveis, investimentos, dentre outros que não podem ser convertidos em dinheiro dentro de um período de tempo reduzido).

Passivos: já os passivos são todos os débitos e obrigações futuras da Entidade. Também aqui temos os passivos circulantes – para quitação em curto prazo – tais quais os fornecedores, empréstimos, tributos, outras contas a pagar, salários, dentre outros, e os não circulantes – dívidas com prazo superior a um ano, debêntures, contingências.

Patrimônio Líquido: é a diferença entre os ativos e passivos e representa o valor contábil pertencente aos acionistas ou sócios da Entidade.

Conclusão

Expostos estes elementos essenciais, pode-se dizer que um balanço bem realizado será aquele que avaliou de forma criteriosa cada aspecto de seu ativos e passivos. Para tanto, é preciso contar com um profissional capacitado que lhe ofereça, além do cumprimento de uma norma legal, fundamentos para que você possa compreender melhor a situação de sua empresa. Afinal de contas, o balanço é mais do que uma obrigação. Ele é uma ferramenta essencial para que se possa tomar decisões com base em elementos concretos da situação patrimonial de uma Entidade.

*Artigo originalmente publicado no Linkedin em 29/01/2016.

#balançopatrimonial #análisedobalançopatrimonial

  • LinkedIn Social Icon
  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Nenhum tag.
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon

© 2016 por Grounds - Expanding tax & finance limits

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Twitter Icon